Saiu o clipe de Born This Way!


Tá linda, tá diva, tá poderosa, tá rainha! Assistam:

Já aviso logo, quem copiar meu look de caveira com muco rosa na próxima ComFusão, vai levar coió!

E aquele comecinho? Só consegui pensar nisso:

28 comentários sobre “Saiu o clipe de Born This Way!

  1. Express Yourself.
    Brinks.

    Não é por nada… eu até curtia muito a Gaga.
    Mas acho que não vai demorar muito pra ela flopar.
    Até o clipe love game é melhor que essa porcaria.
    Esse clipe é totalmente inanimado, enjoativo e sem criatividade, assim como a música. Já que ela faz grandes expectativas e se acha a rainha freak, é óbvio que sempre esperamos algo utópico.

    Não sou fã de ninguém, nem da Ke$ha,
    mas o clipe e a música Blow dela ta muito melhor.

    P.S: Essa é uma opinião MINHA, a respeite.

    kiss kiss.

  2. pow , particulamente esperava mais do clipe … literalmente fraco , sem graça e nenhum pouco expressivo … a musica é legal , e so!

  3. Realmente,o clipe tá bem satâncico!

    Aquele olho no queixo dela.No 0:31 aparece a figura de um “touro” e ela aparecendo como uma “iluminada”,cercada por flores de lótus,alusão a deuses hindus.

    Enfim,a música tem uma batida linda,mas não curti o clip nenhum pouco,a não ser as partes que ela dança -alias muito melhor que a Britney – e canta também muito bem.

    Não entendo como uma pessoa com uma voz tão linda e um talento inigualavel se preste a esse papel.Lamentável!

  4. Gente sério mesmo que as pessoas não tão entendendo o q a Gaga ta fazendo? Tão comparando com Ke$ha??? (adoro Ke$ha btw)

    Nossa que clipe foda, na minha próxima trip quero ver 500 vezes…

    Go Gaga!

  5. Fikei com muito medo das bucetas gigantes babentas de gosma!!!
    Tirando os chifrinhos, achei a Gaga quase gostosa…

    O resto é pra encher linguiça: dancinha, simulação de sexo grupal sobre fluidos corporais e um bate cabelo nervosinho.
    O Zumbie Boy tava sedução de smooking.

    • Adorei seu comentário.
      Não precisa ser religioso para perceber e não gostar das referências satânicas nos clipes de Gaga.

    • Seus passosAchei o clipe isnerensatte. Quanto a produe7e3o, irretoce1vel, excelente, a peledcula escolhida deu um charme essencial, as tomadas tambe9m muito isnerensattes, inclusive a camera apf3s a chegada do Samuel no galpe3o de ensaio , remeteu ao clipe de Free as a Bird dos Beatles, ficou emotivo. Je1 a ide9ia se assemelhou demais ao Clipe Fix you do Cold Play, e9 claro com a ressalva das artes gre1ficas pelas ruas da cidade expondo a letra da cane7e3o, (bonito mas tambe9m ne3o muito original). Acho que o Samuel deveria interagir mais com o cene1rio, talvez mais mudane7as clime1ticas e talvez eu deva parar por aqui pois ne3o sou produtor de clipes e sim um grande fe3 da banda. Mas e9 isso aed, fui sincero quanto ao meu comente1rio e me despee7o dizendo que independente de qualquer clipe, Carrossel na minha opiniao e9 o disco mais maduro e verdadeiro que o Skank je1 fez. Tudo de bom para essa grande banda de Rock Brasileiro.

  6. Não achei apelativo, pelo contrário, achei bem mais light comparando com absurdinhos que vemos por ai no mundo pop. Achei até mais light em comparação aos outros “curtas” que a Gaga fez. Realmente, comparar com Ke$ha já é pedir demais, né? Mas, não diria que o clipe tem referências satânicas. Tem, e muita, referência exotérica, mística e de coisas que o valham. By the way, Alejandro é muito mais ‘satânico’ com todas aquelas cruzes investidas e a Gaga deglutindo um crucifixo. Essa é a essência dela: libertação de dogmas religiosos, falso moralismo, preconceito e blá blá blá. Como comentei no post do Dé, adorei a provocação feita à Madge, e é ai que reside a semelhança entre as duas. Madonna pegou pra si, nos anos 80, a luta pela causa feminista. Tudo e todos contra o machismo, opressão da mulher e tudo mais que concernisse à essa rusga social. Lady Gaga, do alto da sua esperteza, ou não, abocanhou a defesa da causa gay e tem o feito muito bem, afinal, dá ibope não é? Sting e U2 são a prova disso quando o assunto é a defesa dos menos favorecidos ou de questões ambientais. Ponto pra Gaga.

    Voltando a Born this way, concordo que a música foi feita pra nós. A letra é mais do que clara. Pra quem é da área de audiovisuais o clipe está muitíssimo bem construído. A introdução, o texto e o jogo de imagens casaram muito bem, dá até uns arrepios. Palmas pra direção de arte. Fazia tempo que via coisa parecida. O recheio de simbologias também arrasou: triângulos, pirâmides, unicórnios, borboletas e afins representam bem a idéia de transformação e de “estar além” desses conceitos limitadores que nós, moderninhos, usamos pra falar sobre sexualidade. Gaga talvez seja uma das poucas que faça jus à nossa condição pós-moderna. Muita gente fala que ela é cópia, plágio, farsa, whatever, mas, alguém no meio pop realmente criou algo inédito nas últimas décadas? Eu arrisco a dizer que não. Sempre há uma referência. Pra mim, o que conta pontos a favor da Gaga é que ela vai além de por as referências, o que ela faz é a exatamente a concretização do conceito de desconstrução. Cópia? Não! Des-cons-tru-ção.

    A constelação em forma de útero também foi super bem bolado já que o enredo gira em torno de um nascimento. A idéia de um parto onde duas forças opostas – bem e mal – saem do mesmo útero também reforça a linha esotérica da produção. Coisa básica pra qualquer bee que leia horóscopo, princípios de Yin e Yang: o bem não existe sem o mal, o masculino não existe sem o feminino, e no fundo de cada um há um pouco da essência do oposto. Rá! Ao contrário do pessoal ai de cima, achei as dancinhas legais, mas nem de longe o melhor do clipe. Soou o mesmo engodo Brit-Madonístico de colocar um grupinho de pessoas diferentes dançando algo ensaiado. Prefiro as esquisitices a lá Telephone. E, pra fechar com chave de ouro, a provocação aos que adoram falar das semelhanças entre ela e Madonna. Mais apropriado impossível os dentinhos separados. Não catei o propósito das makes de caveira, deixo isso pra análise semiótica da Dé, se ela fizer, claro. Rá!

  7. Achei SUUPER, Latoya, só as tias darem RT no seu comentário que tá feito 2/3 da análise semiuótica ^^

    E inveja do zombie-boy, gente 0_0 o manolo só queria parecer um zumbi em vida, fodendo-se o resto, e cabou conseguindo uma carreira forte como freak model *w* também quero!!!

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s