Trazendo a lenha (pelo direito das barbies!)


Essa semana Max retrouxe (?) à tona discussões já enterradas, mas que pelo visto ainda são bastante controversas, tais como a dicotomia beesha machinho e beesha pintosa. Eu como tenho o privilégio de ser autor e por meu comentariozinho em maior destaque, venho trazer minha contribuição de combustível (não é lenha, é éter) para essa fogueira (das vaidades?).

Acredito que há nesta discussão dois aspectos bastante importantes que devem ser ressaltados: a guei como ator social e como figura sexual, leia-se do desejo. É óbvio que, no que se refere à aceitação do homossexual na sociedade diz respeito a uma discussão sexual, ou seja, de um papel sexual que seria biologicamente destinado a ele e que para a sociedade ele não cumpre. Quando falamos das gueis como figura social lutamos pela aceitação das sexualidades e das identidades em sua diversidade dentro do campo social. No caso lutamos para tanto a beesha machão quanto a pintosa terem o mesmo espaço e respeito, não tendo que mudar sua condição identitária para se adequar a um padrão previsto pelo status quo (me olha agora, Caetano!).

Homoerotismo setentista: só mudaram as roupas, os pêlos e o penteado"

Então, a partir deste pensamento que começam a surgir os monstros ideológicos, as distorções de sentido. Existe uma coisa chamada desejo e cada um tem o seu e mesmo as mais românticas não podem negar a importância desta “vontade do outro” para a concretização de um relacionamento. Daí vem e falam: “Alá, a guei se tornando barbie pra ser aceita socialmente!”. Não! Ela quer ser de-se-ja-da! Ela quer que o pênis do bophe fique duro, beu abôr! O padrão super macho no mundo gay está longe de ser novidade, já estava nos contos do francês Genet (pra não falar de Grécia e tal) e nas ilustrações do finlandês Touko Laaksonen. Há quem goste desses tipos super másculos, assim como eu, e tem quem goste das mais afeminadas. E a vida segue múltipla. A grande questão é não ser radical xiita e saber separar as coisas.

26 comentários sobre “Trazendo a lenha (pelo direito das barbies!)

  1. Eu pensei que a senhora fosse ir contra mim, mas depois das ameaças de morte isso não aconteceu, muito bom! hahahah

    No fim de tudo, é aquela mensagem já dita: Não interessa por qual motivo você é barbie, pitosa, poc poc, quá quá, urso, S&M ou seja lá qualquer outra identidade que inventarem, se assim o é, você é a única pessoa com o direito de dizer se deve ou não mudar.

  2. E não venha dizer que TODAS viram barbies só pq querem ser desejadas que não é verdadtchy, tsá?

    Tem muita gente medíocre por aí que só faz isso para fugir do estereótipo. O problema é que mal elas sabem que também existe um estereótipo pra bee bombada (preciso recordar o Pit Bicha?).

    No fim das contas inocente é quem acha que vai fugir da segregação social, eles sempre vão achar uma maneira de te categorizar a fim de depreciar.

  3. AII … EU ACHO QUE AS BARBIES SE ENCONDEM ATRAS DE UM HETERO QUE NÃO EXISTE , TUDO BEM QUE ELAS QUEREM SER DESEJADAS E TAL , MAS SER BARBIE PARA NÃO ABRAÇAR A CAUSA CONTRA A HOMOFOBIA , E AINDA SE PASSAR POR HETERO E DISCRIMINAR AS OUTRAS , É TRISTE HEINN …

  4. Parabéns pelo texto, Dé!

    Agora falta um post defendendo a causa dos gays discretos… rsrs. (brinks).

    Afinal se pensarmos bem… as barbies e pintosas não são tão diferentes assim. Ambos podem ser caracterizados pelo excesso (aqui sem sentido pejorativo, irônico ou afins).

    Enfim… ótimo texto.

    E no final das contas: todo mundo malha, dá pinta, faz o um duplo twist carpado ou o que for… pela mesma coisa: P-I-R-… ops.. felicidade! (adoooro) 😛

    • Êêêê!!!
      Adorei o argumento do excesso!!! Liberdade, gente!!! Quem quer ser afeminada, pintosa e feliz, que seja. E quem quer ser barbie e feliz, que seja!!! Arrase naquilo que vc é

    • Ah, Beu abôr… a xente prefiva mesmo de post-homenagem pras gueis dishcretas? Tem fffertezã? Deixa elas quietas e sendo xoxadas. No final das contas quem é discreto sabe o que é ‘comer quieto’.

      #Bjosintomuitopraquemnãoémineira.

      Mas enfim, adorei seu post. Viva a jeb(cóf-cóf-cóf-gasp!) alegria a que todas tem direito. \muah

  5. adoroo tudo isso… mesmo estando fora do assunto!

    desde que fiz o primeiro acesso fiquei loko pelo blog! todos os dias venho conferir a novas informações….

    espero que esse blog continue assim por muito tempo!

    e sobre a post! super clean!
    adorei

    • Que gracinha, adoro essas biluzinhas que mostram admiração pela gente nos coments, ganhou beijinho com gloss de cereja.

      muah!

  6. Concordo que muita gente vira barbie pra ser desejada ou aceita, mas na maioria dos casos concordo mesmo que é pra esconder a pinta ou ter a pinta aceita..

    Sério, vocês nem levantaram essa questão..
    A bee afeminada magra é escrachada, xingada etc, mas a bee bombada, é temida pelos hts que sabem que se ela reagir eles se darão mal..
    Entra aí também o grande mal da homofobia: o homofóbico nunca age sozinho, sempre em grupo..

  7. Não acredito que alguém passe horas na academia para fugir de um estereótipo. Outra coisa academia é para ganhar massa muscular e não deixar de ser afeminado.Não conheço uma pessoa homossexual afeminado, que virou “machão” depois de ganhar uns quilos de massa.
    Tesão e gosto é igual C#, cada um tenho o seu !

  8. E que tal um post sobre a bicha rica? Alguém duvida que o homossexual bem sucedido é mais facilmente aceito que a bicha pão com ovo? O que vcs acham?

  9. Dé,

    O que foi isso? Fez treinamento pesado na empresa? rs

    Parabéns, beu abôr! (já adotay o jargão)kkkk.

    Parabéns pelo direcionamento. Por comparar, por repensar a questão e, enfim, por mostrar que a vida é uma grande pilha: tem sempre um lado positivo e um negativo; um ônus e um bônus para tudo.

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s