Então, não é chique dar pinta?!


Ontem, no jornal A Gazeta, dois textos falavam sobre o casamento gay. Um deles era o da coluna semanal do Luiz Fernando Veríssimo a respeito do Plano Nacional dos Direitos Humanos proposta pelo governo Lula (que prevê, além de outras questões,  a legalização da união civil homossexual e a descriminalização do aborto), assunto importantíssimo e que todos tem que ficar antenados, por motivos óbvios, e apoiar. Mas o que quero mesmo destacar aqui é o texto de Luciana Almeida colunista de etiqueta da revista AG (click sobre a imagem para ver ampliado):

Em 1745, comentamos aqui no blog sobre um outro texto só que da coluna do Wesley Sathler, no mesmo jornal, que dizia que não era chique apresentar uma pessoa do mesmo sexo como namorad@ do outro.

Super discreto! Super elegante!

Agora, lemos que o phynno é celebrar de forma ultra discreta, que de maneira alguma remeta a um casamento tradicional e apenas com pessoas que aceitam muito bem sua orientação para fazer um festinha para comemorar a felicidade do casal. Qédizeq você tem que se recalcar, fechar não é chique.

Pois se quiserem saber minha opinião muito sincera, eu tô achando que esses “consultores de etiqueta” reproduzem é o status quo e a pensamento coletivo de preconceito as diferenças sexuais. Tô mentindo, BeES?! Eu fico mesmo com a forma que o Veríssimo fechou sua coluna: “quando o casamento parecia um caminho a se tornar obsoleto, substituído pela coabitação sem nenhum significado maior, chegam os gays para acabar com essa pouca-vergonha“.

16 comentários sobre “Então, não é chique dar pinta?!

  1. Infeliz opinião de quem se diz especialista em observação de cerimonias!
    Afino com o Marc Jacobs: “o casamento não é uma instituição heterossexual”.
    Dé, este espaço está cada dia melhor.

  2. União Civil Homosexual e algo de suma importancia afinal eu que divida meus bens e seja reconhecido como um casal civil com quem eu quizer, seja outro homen, mulher, velha, velho e etc… so nao com crianças pois não possuem direito da razão como alega a propria constituição!

    agora aborto?? e algo que deveriamos repensar.. uma mae em caso de morte acredito que seja viavel ou ate mesmo estupro…

    masss por descuido NÃO!!! Camisinha esta ae para se usada, anticocepcional tbm,,, agora vai la o casal no bem bom.. rala e rola… naum usou camisinha, nem remedio transou ta gravida e vai abortar???
    haa me polpe…

    Brasil presiza de EDUCAÇÃO SEXUAL, quebrar os tabus …..

    nao medidas provisorias e metodos de plano B e C caso alguem fique gravida!!!!!

  3. SOU CONTRA O ABORTO POR VÁRIOS MOTIVOS…EEU SEI QUE O MOVIMENTO FEMINISTA APÓIA O DIREITO DA MULHER SER COMPLETA SEM SER MÃE, TER DIREITO AO PRÓPRIO CORPO, ENFIM, MAS SOU CONSERVADOR EM CERTOS PONTOS.

    E EU SEI QUE O MOVIMENTO GLBTT, POR SER UM MOVIMENTO DE DEFESA DE GÊNERO E LIBERDADE SEXUAL, ANDA, DE CERTA FORMA, DE “MÃOS DADAS” (digamos um flerte) COM O MOVIMENTO FEMINISTA E OUTROS MOVIMENTOS SOCIAIS.

    MAS SOU A FAVOR DA UNIÃO CIVIL DE PESSOAS DO MESMO SEXO, DE DAR PINTA SIM ( SE ISSO FOR DE SUA PERSONALIDADE) E FAZER MEGA FESTAS ( SE QUISER).

    ISSO AÍ SÃO ETIQUETAS RECALCADAS DA SOCIEDADE BURGUESA…

    A ETIQUETA É CONSERVADORA……RECALCADA….SÓ MUDA DEPOIS DE TUDO TER MUDADO ANTES DELA.

    ELA É SAUDOSISTA E SERVE PARA DIFERENCIAR GRUPOS.

    CADÊ A GUILHOTINA?

  4. DIFERENCIAR GRUPOS E ASSEMELHAR RECALQUES.

    AUHAUHAUHAUHAUH

    E ASSIM, PENSO QUE A MULHER PODE TER DIREITO A SEU PRÓPRIO CORPO SEM FAZER O ABORTO…

    , MAS ESSEASSUNTO É COMPLEXO DEMAIS E NÃO CABE AQUI NÉ.

    BJOS LINDAS E NAMOREM SIM.

    E SIGAM O CONSELHO DELUIZ MOTT, CAIAM NA PORRADA QUANDO NECESSÁRIO.( PRA DEFESA HEIN BEES, NÃO É DISTRIBUIR GRATUITAMENTE NÃO…)¬¬

    HUMPF.

  5. E BRUNO….

    EXISTE SIM PROGRAMAS ASSITENCIALISTAS PARA O AMPARO DE CRIANÇAS CUJAS “MÃES” E/OU FAMÍLIARES ABANDONARAM.

    AÍ NÃO É CASO DE ABANDONO E NÃO É CRIME.

  6. isso é complicado!
    só n curto a banalização do assunto.
    falar sobre união civil e casamento(com confetes e sempertinas) é uma coisa bem complicada…

  7. Vi esse babado na Revista AG do último domingo, achei o comentário da colunista bastante disciplinador e baseado em conceitos tradicionais heterossexuais, onde o diferente deve ser tratado e se comportar com discrição para não destoar muito do padrão.

    Sou da opinião de que, se as duas bees tem o sonho de casar, com festa, pompa e tudo que tem direito, devem fazer. Ou se preferem uma celebração realmente mais íntima, para poucos, que assim seja.

  8. Olha, eu sinceramente, estou BOBO, com o grande número de visitantes do BLOG, que vivem passando pelas ruas, fazendo carão e chegam em casa, acessam o Blog, e escrevem esse BANDO de burrada, cometendo esse assassinato na lingua portuguesa. E é o que eu sempre falo; O que adianta viver de aparências!? Dizer para todos que é, e nem se quer, ter uma BASE EDUCACIONAL!? Admiro muito você Dé, também sou Jornalista e acho o seu trabalho excepcional.
    Mas pelo amor de “DEUS” que português é esse? Esse público que você recebe todos os dias. Eu juro que seria capaz de mandar esses comentários diários que você recebe, para o Jô Soares. (Risos…) Sinceridade. Vamos evoluir amigo, e divulgar mais a “ferramenta”, para quem sabe, o babadocerto, se tornar o blog mais visitado do ES. Eu acho tendência. Você merece.
    Só não me “POLPE” mas, me POUPE. O Brasil precisa de um curso para pessoas que não SABEM absolutamente NADA sobre o português. Daí depois, vamos poder “ABORDAR” assuntos diversificados. Inclusive o assunto que o Bruno Kimai TENTOU EXPRICAR e DIZER BONITO (Risos…). Além dele achar que o “Brasil presiza de EDUCAÇÃO SEXUAL, quebrar os tabus…”, eu acho que primeiro precisamos QUEBRAR A BURRICE. Educação Sexual para o Brasil, é o de menos, o presidente Lula, precisa providenciar um projeto, junto com o prefeito João Coser e todos os prefeitos das cidades vizinhas, para ajudar pessoas que tem a coragem de fazer isso com o português. Sinceramente? O mundo está acabando…

  9. Olha, eu acabei de ler essa coluna da Revista AG, com a pergunta sobre casamento homossexual e, coincidentemente, acabei de ler o mesmo texto aqui no blog.

    Adorei o post, embora eu ache que deveria ter sido mais profundo.

    Em outras palavras, a colunista quer que os gays se escondam no mundinho deles e que não atormentem a cabeça da sociedade com a possibilidade de uma saída em massa do tão antigo “armário”.

    Os dois textos que serviram de base para este post caminham para o lado contrário do movimento que está acontecendo mundialmente. Exemplo disto é o atual BBB, que conta com 3 homossexuais assumidos e que convivem muito bem com os demais participantes.

    O engraçado é ler que É O FIM apresentar o companheiro do mesmo sexo como namorado, quando escrito por alguém que é GAY. Na verdade, deve ser CHIQUE ter vários parceiros sexuais, fazer festas com um cardápio enorme de “acompanhantes”, mas tudo na “camufla”. Deve ser chique fazer parte de esquemas “políticos” controversos e suspeitos. Deve ser muito chique.

    Mas eu ainda prefiro ser o FIM, ter o meu namoro estável, há mais de 3 anos, conviver pacificamente e com muito amor juntamente com minha família e amigos, apresentá-lo como meu namorado (porque é o que somos) e, quem sabe um dia, fazer uma bela festa para comemorarmos nossa união. Ah! Caso sobre dinheiro, comprar um espaço nessas coluninhas de jornal impresso, para publicar uma foto incrível.

    Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.

  10. Jornalismo #FAIL ever!

    Péssima revista, opiniôes preconceituosas, pautas de assessoria, ou seja, um veículo de direita escroto.
    Mais uma vez eu digo: Não dá para levar a sério nada em A Gazeta.

  11. Quantos elogios!!! I love it.

    “É o fim” às vezes a criticidade do post é fraco, mas meus leitores sempre arrasam nos comentários e complemetam!

  12. *ADOREI O COMENTIS DO RODRIGO…EU Q FUI ALFABETIZADA EM INGLÊS TÔ PRECISADISSIMA MESMO DE UM LINGUISTA !

    *Tipo assim, o mundo ñ é dos heteros muito menos nosso! é d qen qizer viver, sacou!!Mas axo q a primeira pessoa q se movimentou(seja lá qen foi)(em qalqer parte do mundo) só pensava en direitos…
    Pois, com a união civil ñ mais veriamos familiares depenando um viúvo(a) e/ou diretos qen venha ter do setor privado ou público q o falecido possa deixar como benefício pro companheiro! ….e por aí vai….

    *Más aí aparece-me uma bee louka, já qerendo montar-se de noiva. MEOKU.
    »»»mas q eu adoraria me vestir de bunita, branca de véu, gostaria.
    ver minha amegah linda e bunita entrando na igreja e eu de dama de hora…adoraria…
    mas vamos combinar..isso pode ficar pr depois!!
    e veja pelo lado bom da coisa..prender um homen zarão cavalão pela coleira(no papel) deve la ter suas vantagens!

  13. Gente na minha opinião se os gays tem dinheiro e querem fazer uma cerimónia luxuosa que façam, no brasil as pessoas “¹parecem que tem o direito a fazer suas escolhas” só que porém no meio gls sabemos que não é bem assim…a sociedade que nos impor o que temos que fazer o modelo as seguir só que não é assim que funciona se imporem algo pra fazer eu faço justamente o contrário.

    Quando as matérias dos jornais cada dia estão mais preconceituosas parecendo que ao invés de melhorarem com a aceitação da população estão decaindo. Domingo mesmo saiu na seção de cartas do jornal Atribuna uma carta extramemente preconceituosa por sinal e de mal gosto pelo menos eu achei…com o título GAY, um trecho dizia assim:

    “…Gays são pessoas comuns, mas para comandar soldados tem de ser com voz de comando, não com gritinhos…Cada um tem seu lugar. O que seria de um presidente da república gay representando o Brasil no exterior?Só demagogos não dizem a verdade”

    bjusprasbunitasetôindomejogaremguriripoisocarnacomeçahojeporlá

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s