40 anos de Stonewall


Ontem, foi a comemoração de uma data histórica super importante para nós, por ser o marco da luta pelos direitos homossexuais e por isso o Babado Certo não poderia deixar passar em branco. Fico indignado quando uma bee novinha (ou mesmo as velhinhas) não sabem ou ignoram o que seja a rebelião de Stonewall. Leia o texto extraído do site Mix e saiba mais:

Stonewall era um bar freqüentado por gays e travestis em Nova York no final da década de 60 que se destacava dos outros por permitir que os casais de mesmo sexo dançassem à vontade. É claro que, como todos os outros bares gays da cidade, Stonewall estava sujeito a ocasionais batidas policiais sob um pretexto qualquer – geralmente por falta de licença para vender bebidas alcoólicas. Durante essas batidas, os policiais além de fechar o estabelecimento, curiosamente, levavam presos todos os homens ou mulheres que estivessem travestidos.

No dia 28 de junho de 1969 o bar Stonewall foi local de mais uma batida policial – mais uma vez sob a alegação de falta de licença para a venda de bebidas – e todos os travestis que se encontravam no bar foram recolhidos. Mas, ao contrário das outras vezes, as pessoas que foram liberadas pela polícia resolveram resistir – em solidariedade aos que foram presos – e não arredaram mais os pés dali. O clima foi ficando cada vez mais tenso. Gays e lésbicas de um lado e policiais do outro. E travestis, presos.

“De repente, o camburão chegou e o clima esquentou. Três das mais descaradas travestis – todas em drag – foram empurradas para dentro da viatura, junto com o barman e um outro funcionário, sob um coro de vaias da multidão. Alguém gritou conclamando o povo a virar o camburão. Nisso, saía do bar uma sapatona, que começou uma briga com os policiais. Foi nesse momento que a cena tornou-se explosiva. Latas e garrafas de cerveja começaram a ser atiradas em direção às janelas e uma chuva de moedas foi lançada sobre os tiras…”, saiu no Village Voice.

Quando viram a multidão enfurecida, os policiais se refugiaram dentro do próprio Stonewall para se proteger da cambada lá fora que começava, literalmente, a pôr fogo no bar. Acuados, os tiras apontaram extintores e mangueiras, jogando água em direção à multidão furiosa. Logo depois chegaram reforços policiais que tentaram dispersar o grupo rebelde. Mas de nada adiantou: o pessoal não saiu dali e voltou a se agrupar para vaiar os policiais atirando pedras, tijolos, garrafas e colocando fogo nas latas de lixo. Quando finalmente conseguiu acalmar a situação, a polícia voltou para a delegacia com um saldo de 13 presos.

No dia seguinte, os policiais voltaram ao bar. Mas a multidão de gays, lésbicas e travestis também voltou mais organizada, com uma atitude mais política, e alguns começaram a pichar frases nas vitrines e nas paredes, reclamando direitos iguais. Outros gritavam exigindo o fim das batidas nos bares gays. Novamente a multidão atirou pedras e garrafas em direção aos policiais e novamente a polícia investiu contra os manifestantes.

No terceiro dia, um domingo, as coisas pareciam ter voltado ao normal e o bar Stonewall foi reaberto. Seus clientes habituais voltaram, a polícia os deixou em paz por um tempo e os jornais acabaram se ocupando de outros assuntos.

Mas na verdade tudo havia mudado. A partir daquele dia aqueles gays lésbicas e travestis sacaram que nunca iriam ser aceitos pela sociedade se ficassem apenas esperando e dependendo da boa vontade da sociedade. A rebelião mostrou a eles que a atitude que deveria ser tomada era a do enfrentamento. O discurso mudou. Nada mais de pedir para ser aceito: era preciso exigir respeito.

E foi assim que se deram início as Paradas do Orgulho LGBT e os movimentos pelos direitos dos homossexuais em todo o mundo. Por isso, que quando estamos numa pareda gay, além de nos divertirmos devemos pensar que aquilo é antes de tudo um movimento político pelos questões que nos apetessem. Lembremos Stonewall e os primeiros heróis a lutar a favor da causa d@s LGBT.

22 comentários sobre “40 anos de Stonewall

  1. Afinal teve ou não a parada gay em Cariacica????????????????????

    Bando de viadu que não prestam nem para a tualizar o blog!!!!!!!!!!!!!!

    PQP FAÇAM ALGUMA COISA OU FECHEM LOGO ESSA BIROSCA

  2. O comentario acima reflete o conhecimento da importancia da data…
    M.O.R.R.I.
    Realmente, por traz da ferveção/pegação/pinta/bate cabelo das paradas,
    e preciso lembrar o verdadeiro motivo de estarmos na rua mostrando nossa cara.
    Maravilhoso post e continuem assim.

  3. Nossa , adorei o post, para ser sincero eu não sabia :(:(:(:(

    Fico feliz em saber agora o que significa essa data :D:D:D.

    Tracy,

    esse blog aqui não é obrigado a postar tudo aquilo que vc tem duvida!!!
    Afinal vc só tem essa fonte?

    Bjsnãomeligue!!!

  4. não quero saber da sua vida, queria saber da parada mas
    agora desisti

    blog pobre é um koo mesmo, só sabe copiar noticia de ouro blog!!!!!!!!

  5. Para começar
    pra você (vocês, pq tem mais de uma pessoa usando o mesmo nick), é Mademoiselle TchYNNa Penedo. Escuta aqui, o Tracy, queria saber quanto em que conta vc está depositando meu pagamento para exigir que eu escreva ou deixe de escrever qualquer coisa. Tô perguntando pq eu NÃO RECEBI nada! E se eu NÃO RECEBI nada, você e NINGUÉM pode exigir que a gente escreva ou deixe de escrever qualquer coisa!

    Eu de onde a senhora escreve e não consigo entender pq usa desses artificios para querer agredir os autores desse blog. NADA impede você de ler o Babado Certo, aliás, leitores como você não queremos e nem precisamos. Crie seu blog, junte a sua patota e fale sobre o que quiser, e ai pode ser a Parada de Cariacica, de Vitória ou do Raio que a parta.

    Por fim, só não digo que bloquearia seu i.p. pq recebemos comentários mais construtivos do mesmo computador/rede que você (quer dizer uma parte de você, já que é mais de um) está usando. Use o dinheiro público para coisas mais importantes.

    Outro comentário como esse será deliciosamente apagado por mim!

    Passa bem, bem longe de mim!
    e tenho dito!

  6. Amém! [3]

    Por isso que amo esse blog, além de informar, tem cada barraco que é MARA!

    Beijosmeliguemsóseforpracasarhojemesmo

  7. AMO barraco!
    Mas meninos…
    Relaxem…. O que essa pessoa quer é isso mesmo!
    E pensar que vcs se ardiam de ódio quando eu fazia algum crítica, heim?
    Mas essa doida ae devaneia… E não critica… Criticas, boas ou ruin são sempre bem vinda, certo? Então meu bein Relaxem!
    Somos lindas, letradas e bunitas!
    Ele quem é? Uma doida querendo ferver numa parada, afinal lá todo os exus são pardos, né?

    OBS: Mademoiselle Tchy não apaga não, deix ae pra todo mundo sentir vergonha alheia desse ser!

  8. Amém! [4]

    ai passando pra dizer que arrazou no post…confesso que não sabia o real motivo da data.

    bjomeligaamovocêsgatenhas

  9. Ai eu sabia o pq da data e achei mara vcs terem postado isso para as bees. Agora galera vcs sabem que a parada não é só bate cabelo e dar pinta horrores (se bem que amo fazer isso no desfile me jogo, aloka kkk).

    Amém [5]
    Essa bee aí é uóh mesmo heim, gente assim envergonha o meio.
    bjomorrabeemalditaesemgraçapãocomovo

  10. Pois é… Stonewall foi um marco na luta pelos direitos mas alguem aí lembra qd vai a parada de SP?
    Porra nenhuma…. querem mais é saber de pegaçao e ficar colocadas nas inumeras festas…

    Como diria Nany People: parada gay é micareta de viado!

    Perdeu todo o sentido politico que em tese deveria ter… pena 😦

Deixe uma resposta para Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s