Tchynna in Rio: Buraco da Lacraia


A lacraia é outra

A lacraia é outra

Beeshosas, essa semana está bombando. Eu nem ia mais falar sobre a minha última viagem ao Rio de Janeiro, mas como prometi, tenho que cumprir. Pois é, foram dias bem agitados e Tchynna que não é boba nem nada aproveitou cada segundo – se eu pudesse tinha emendado os feriados. Enfim, estava eu, linda e sempre gostosa, na praia do Leblon – porque sou chique – tomando aquele sol e de olho nas celebridades na areia, quando me ligou uma amiga que mora em Madureira – tadinha dela, mora maaaal. Trocamos umas fofocas rapidinho e ela me chamou para ir num lugar chamado “Buraco da Lacraia”. Já fiquei animada, pois queria estrear minha calça da Gang e um baile funk seria tudo. Ela então me disse que o Buraco não tinha nada a ver com a Lacraia e que também não tocava funk. Fiquei triste, mas ela disse que era Open bar e os garçons ficavam pelados! Enlouqueci e marcamos de nos encontrar em frente o babado.

Paisagens de quebra-cabeça

Paisagens de quebra-cabeça

Na hora marcada, o meu táxi parou em frente ao tal Buraco da Lacraia ou Stars Club, o nome oficial. Minha amiga chegou atrasada, mas com uns cafuçus babados. Fiquei de olho e salivando. Entramos na casa e era uma decoração cafonérrima, cheia de quadros de quebra-cabeça e duas televisões de plasma. Achei tudo! Adoooro essas coisas trash bueiro. Procurei os tais garçons pelado e não achei. Fiquei puta!  Tomei duas doses de caipirinha e fui explorar a casa. A entrada dava para um salão com os quadros, as tvs e um bar onde vendiam as bebidas – open bar era só para caipirinha, cerveja, refri e água. Do lado do bar, uma placa indicava que ali era um “Anexo”. Outro ambiente do lado, mais um bar e o concorrido videokê. Minha amiga disse que o tem figuras que vão sempre cantar lá e que rola até uma certa concorrência.

Subi uma escada e dei com mais um andar. O Buraco é imenso. No andar superior, várias mesas de sinuca, uma área externa e finalmente um pista de dança babadeira! Tudo muito trash, uma verdadeiro inferninho. Na hora que eu pisei na pista começou a tocar Rihanna, já me joguei louca. Lá em cima tinha outro bar e eu já ia pegar um drink quando um cufuçu apareceu só de avental e um garrafa de cerveja. Finalmente, os tais garçons pelados! Eram dois, um era pegavel, já o outro a gente abafa. Do lado da pista um super canto escuro. Pensei até que era o dark room, mas avisaram que não.

Videokê babado!

Videokê babado!

Dancei, dancei, dancei. O lugar começou a encher, minha amiga encontrou várias vizinhas de suburbio. Muitas nessies, várias cacuras, poucos bofes escandalos e alguns cafuçus do bem. Achei uma passagem secreta e fui dar pinta no videokê. Bees, lá era babado. Ri horrores. Fiz torcida e o povo quis porque quis que eu cantasse. Deixei para outro dia. O otim bateu e eu fui beber mais ainda. Resolvi pegar uma dose de vodka quando vi que as beeshas estavam entrando no tal “Anexo”. Curiosa, corri para lá. Um tia louca ficava na porta sentada numa mesinha. Disse que eu tinha que pagar R$ 1 e deixar celular e carteira com ela, por segurança. Comecei a achar estranho, minha amiga contou que o tal “Anexo” era a Dark Room. Ba-ba-do! Deixei as coisas com a tia e ela passou esmalte no meu pulso, era para eu poder entrar e sair sem precisar pagar sempre.

Um corredor escuro e uns gemidos. Fiquei curiosa. O Anexo era um mundo paralelo dentro do Buraco da Lacraia. Quando finalmente entrei me deparei com cenas loucas. Maaaas, só vou contar depois, no último texto sobre essa viagem ao Rio. Beeshosas, foi bafoento! Aguardem! Beijuxxxxxxxx

17 comentários sobre “Tchynna in Rio: Buraco da Lacraia

  1. também fiquei chocado com o ‘esmalte no pulso’, haeiheioae. até o trombini trocou o carimbo por pulseiras. aguardarei as próximas aventuras do fantástico mundo de tchynna ;*

  2. Gentee… Ovulando foi estranhoo oO

    Mas enfim… to curiosoo pra saber a cor do esmaltee (auishaiuhsiuhasiuh)…

    Tchynna… Essas suas aventuras são tão instigantes, que eu até daria aqui a ideia de alugar um onibus babadeiro, fazermos uma viagenzinhaa de turismo e levar você como nossa guia turisticaa!
    Que talz?!

    Olhaa que vai ter comissão hein… Comissão no onibus no dark, no hotel! ahsihiauhsiuhas…

    Beijomeligaa!

  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk… Achoo que vai ficar umaa deliciaa… ainda mais turbinada do geito que está!

    xD

    Ja vou querer alugar um Itapemirim Golden pra nóis! 😀

  4. Humm… acho que vai ficar umaa deliciaa… ainda mais turbinada do geito que está! vai colocar um decotãoo?

    Ja vou querer alugar um Itapemirim Golden pra gente ir bem confortavel (666′

  5. yo vengo llegando de rio barsil, el 13 de junio 2010 y es cierto fui a ese bar dos veces y me gusto la loca te pone un punto de esmalte rojo en la muñeca cara salir y volver a entrar sin pagar al cuarto oscuro, fue toda una esperiencia en el ojo del cienpies que cuando vuaelva a rio voy a ese lugar se los recomiendo, para los que les gusta la gente local…….

  6. BABADÍSSIMO……

    Já fui no dark room, beees, tem uns trash demais, mais tem uns muito pegáveis.

    A tiazinha passa esmalte sim, vermelho, só que em mim ela passou na unha do dedo mindinho da mão direita. E negócio de deixar celular e carteira, não rola mais, dizem que teve um furto e não mais faziam isto, o que é uma merda ter de ficar vigiando.

    Pontos altos da noite:
    – peguei um hétero estrangeiro no dark room,
    meu amigo disse que era um modelo de cueca argentino,
    paguei mó oral no bofe, cheiroso até na cobra, viu, e não era perfume barato não…
    O bofe tinha um corpo escultural e uma tromba de fazer inveja…
    Quando saí do dark room. Vi o bofe, e depois procurei na internet pelo gato e achei, era mesmo modelo de cueca argentino… Tudo…
    Como a biba aqui só acredita vendo, fui dar uma conferida ainda no dark room antes dele sair, e fui como quem não quer nada perguntar a hora pra ele, e ele me respondeu em espanhol, babado….
    – Peguei mais quatro outros caras na mesma noite, todos com corpo escultural, e mais um mignonzinho, mais com uma tromba que me deixou com a mandíbula doendo, tava doido pra me pegar, mas como não tinha camisinha, e meu namorado na época, tava do lado, cabulei e saí…
    – Não sei se era o dia que eu fui, mas só peguei bofe de qualidade;
    – eles não são nem um pouco tímidos viu, a primeira coisa que aconteceu quando eu entrei foi um chegar pela frente e outro por tras enfiando as mãos na minha calça e me beijando todo, fiquei meio em extase, e quase não consegui sair da situação, mas meu namorado me pegou pelo braç e me puxou.

    Pontos baixos:
    – muito sujo;
    – o chão tava todo molhado, e de arriar minha calça pra que me fizessem oral, e de ajoelhar pra fazer oral, minha calça ficou toda molhada e com um cheiro horrível que não sabia se era cerveja ou mijo.

Comenta, beesha!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s